Terça-feira, 24 de Novembro de 2015
Dia Internacional de Luta contra a Violência sobre as Mulheres

Violentometro1.jpg

Decorre hoje o Dia Internacional pela Eliminação de todas as Formas de Violência exercidas sobre as Mulheres. Assinalar este dia significa dar voz e visibilidade a milhões de mulheres e meninas de todo o mundo, agredidas, espancadas, mutiladas, violadas e assassinadas, naquilo que constitui uma atroz violação dos direitos humanos.

O que está na origem deste Dia? No dia 25 de Novembro de 1960, na República Dominicana, foram brutalmente assassinadas as três irmãs Mirabal, ativistas de direitos humanos por ordem do ditador Rafael Truillo. Essa data passou a ser comemorada todos os anos desde 1981, por organizações ativistas dos direitos das mulheres. Em 1993, através da Resolução 48/104, a Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou a Declaração para a Erradicação da Violência contra as Mulheres e designou, em 1999, a data como Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, apelando aos governos, às organizações internacionais e ONG, para organizarem, nesse dia, atividades para sensibilizar a opinião pública para este problema.

Na escola, na rua, em casa, no local de trabalho, nos campos de batalha, cerca de 70% das mulheres sofrem de violência, psicológica, física, sexual ou moral, em algum momento da sua vida. Um quarto das mulheres grávidas é afetado.

Face à realidade vivida no nosso distrito, é importante denunciar a violência que é vivida nas relações de intimidade, mas também aquela que cada vez mais se instala nos locais de trabalho, o assédio moral.

Evocar este dia é proclamar que apesar de a igualdade de direitos entre homens e mulheres estar consagrada na lei, há toda uma batalha a travar contra a cultura de discriminação que permite e incentiva a violência. Um combate que cabe a todos, homens e mulheres, cidadãos comuns. É também um apelo a todos os governos para que cumpram as promessas de acabar com todas as formas de violência a que estão sujeitas as mulheres, meninas ou idosas, nos locais públicos como na reserva do lar.

Com esta iniciativa esperamos contribuir para combater este desrespeito pelos direitos humanos.

 



publicado por mdm-viseu às 23:43
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

X Congresso MDM - Igualda...

Romper Silêncios nos Jard...

Dia Internacional de Luta...

Exposição Tráfico de Mulh...

Manifestação das Mulheres...

Manifestação Nacional de ...

50 Anos em movimento/Mulh...

Triste sina Melhor fado

25 Novembro Dia Internaci...

MDM aprecia positivamente...

arquivos

Outubro 2018

Julho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Novembro 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Abril 2016

Março 2016

Novembro 2015

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Junho 2011

Fevereiro 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

tags

todas as tags

LIGAÇÕES
Visitas
blogs SAPO
subscrever feeds