Quarta-feira, 3 de Outubro de 2018
X Congresso MDM - Igualdade na vida O combate do nosso tempo

cartaz-WEB.jpg

 



publicado por mdm-viseu às 19:24
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 4 de Julho de 2018
Romper Silêncios nos Jardins Efémeros

248901_101275296706267_1184340273_n.jpg

Romper Silêncios é um espaço de divulgação de informação, mas também um ninho que acolhe e conta histórias de tráfico de seres humanos ocorridas em Viseu e no mundo. Entre os dias 6 e 10 de julho, na Rua D. Duarte, nºs 104 e 106. 

Integra a exposição «Tráfico de Mulheres – Romper Silêncios», um recurso que incorpora o trabalho desenvolvido pelo Movimento Democrático de Mulheres desde 2011, e visa contribuir para aumentar o conhecimento e consciência sobre o crime de Tráfico de Seres Humanos, em particular de mulheres e jovens, prevenir e combater esta forma de violência contra a dignidade e os direitos das mulheres, jovens e crianças.

Neste contexto, chama a atenção para a situação vivida em Portugal, nomeadamente no que diz respeito ao tráfico para fins de exploração sexual, propondo medidas legislativas e sociais a ser assumidas e concretizadas.

No sábado, dia 7 de julho pelas 15 horas realiza-se uma oficina que denuncia esta hedionda ofensa à dignidade humana e trabalhar o tema na primeira pessoa. A dinamização fica a cargo de Sandra Benfica da Direção Nacional do MDM.

Todos os dias haverá espaço para conversar e Romper Silêncios.
Se fechares os olhos…o problema não desaparece… se fechares os olhos tornas-te parte do problema… Se não queres fechar os olhos… denuncia!
Uma iniciativa do MDM - Núcleo de Viseu que integra a oitava edição dos Jardins Efémeros 

http://jardinsefemeros.pt/eventos/romper-silencios/



publicado por mdm-viseu às 13:17
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 18 de Maio de 2018
Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher

picnik_convite.jpg

O Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher, criado em 1987, visa alertar a população para a desigualdade entre mulheres e homens no acesso aos cuidados de saúde e promover ações de sensibilização para a importância da saúde feminina e do devido acompanhamento médico a todas as mulheres.
Algumas patologias são exclusivas da mulher, nem todas as doenças são vividas da mesma forma por homens e mulheres, não se manifestam da mesma forma nas mulheres e nos homens. Muitas jovens e mulheres são vítimas de discriminação no acesso aos cuidados de saúde, com base em fatores socioculturais.
Esta situação é relembrada uma vez por ano, a 28 de maio, mas exige o esforço diário de todos para ser contornada. Neste dia de ação, governos, agências internacionais, organizações civis e outros tipos de entidades unem-se na promoção da saúde feminina.

O MDM, Núcleo de Viseu, promove um picnic no Parque Aquilino Ribeiro, a partir das 12 horas do dia 27 de maio, um espaço de partilha de experiências na abordagem deste tema.
Estão todas/todos convidados!



publicado por mdm-viseu às 23:02
link do post | comentar | favorito

Sábado, 28 de Abril de 2018
Exposição Tráfico de Mulheres - Escravatura dos Tempos Modernos em Viseu

"Tráfico de Mulheres - Romper silêncios" - 3 de maio, Escola Viriato, Viseu.
A exposição estará patente numa de duas salas dedicadas ao tema do Tráfico de Seres Humanos designada "Perguntar não ofende...Esclarece!", acompanhada de trabalhos realizados por alunos do 12º ano de Sociologia desta escola, nomeadamente vídeo, jogos alusivos e divulgação dos resultados obtidos na aplicação de um questionário a uma amostra de discentes que frequentam a escola.
Integra os Encontros da Viriato, dia em que a escola abre as portas a toda a comunidade educativa.
Estão convidadas/os!

1240000_507531619334005_269386026_n.jpg

 



publicado por mdm-viseu às 10:10
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Março de 2018
Manifestação das Mulheres - Participação do Núcleo de Viseu

29067075_2066427790041344_8660008443723120640_n.jp

29104213_2066427913374665_6813307806502879232_n.jp

28959406_2129980473902051_4645133351122894848_n.jp

29028195_134354834060816_128105867147168161_n.jpg

 



publicado por mdm-viseu às 21:32
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2018
Manifestação Nacional de Mulheres

Facebook_paginas_pessoais.PNG

Sábado, dia 10 de Março. Em festa e exigência de igualdade e justiça social, por uma vida melhor!

Saída da Av da Europa - Viseu - 8:30. Não deixes de participar!

 



publicado por mdm-viseu às 11:09
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2018
50 Anos em movimento/Mulheres fazendo história

convite JPG (1).jpg

 



publicado por mdm-viseu às 20:39
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 30 de Novembro de 2017
Triste sina Melhor fado

Triste Sina,MelhorFado. (2).jpg

 



publicado por mdm-viseu às 16:45
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
25 Novembro Dia Internacional Pela Eliminação da Violência sobre as Mulheres

23659626_10210297943235430_238821066166600859_n.jp

 



publicado por mdm-viseu às 21:46
link do post | comentar | favorito

Sábado, 29 de Abril de 2017
MDM aprecia positivamente recente acordo no setor do calçado

Indústria-de-Calçado-de-Felgueiras.jpg

 

MDM aprecia positivamente recente acordo no calçado, que minimiza discriminação salarial.

Recentemente, ficamos a saber, através da Comunicação Social (que deu grande relevo à notícia), que o “setor do calçado decidiu por fim às diferenças salariais entre mulheres e homens. O novo contrato coletivo de trabalho abrange quase 40 mil trabalhadores de 1300 empresas”- notícia da RTP, de 18 de abril.

O acordo, agora consumado entre a FESETE (Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores Têxteis, Lanifícios, Vestuário, Calçado e Peles) e a APICCAPS (Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos) põe fim às abusivas diferenças salariais entre categorias, valorizando aquelas, onde predomina a mão de obra feminina. Aliás, a consumação da discriminação salarial concretizava-se através de diferentes salários conforme a maior ou menor feminização das categorias (onde se concentrava mais mão-de-obra feminina o salário era inferior).

Este é, sem dúvida, um importante acordo, para acabar com a discriminação salarial num dos setores mais feminizados, cujas mulheres representam mais de 60% da mão de obra que emprega, a que o MDM atribui um significado relevante.

Um significado real, concreto, porque finalmente aplica o direito constitucional da igualdade salarial entre mulheres e homens num setor de atividade muito feminizado, e um significado simbólico porque demonstra ser desejável e possível alargar o princípio de “trabalho igual, salário igual”, a todos os setores de atividade, acabando   com a discriminação salarial, direta ou indiretamente exercida sobre as mulheres trabalhadoras em Portugal.

Não podemos tolerar mais a situação que se vive, no nosso país, onde, em 2016, as diferenças no ganho médio mensal entre mulheres e homens atingiu 21,13%, o que, se tal fosse possível (e o ano não tivesse só 365 dias) obrigaria as mulheres a trabalhar mais 77 dias para atingirem o mesmo ganho dos homens. Mas também não podemos tolerar mais os baixíssimos salários que as mulheres continuam a receber (32% das mulheres trabalhadoras e 19% dos homens recebiam, em 2016, unicamente o correspondente ao Salário Mínimo Nacional e, apesar de serem mais qualificadas que os homens - cerca de 61% dos diplomados com ensino superior - apenas 35,8% ocupavam funções de quadros superiores da Administração Pública, dirigentes e quadros superiores de empresas).

É precisamente a desvalorização salarial das trabalhadoras e trabalhadores da indústria do Calçado que não podemos deixar de lamentar, apesar da negociação do CCT, em matéria de discriminação salarial merecer uma apreciação positiva. Observando a tabela salarial, e conhecendo a situação de grande crescimento económico que hoje atravessa o sector do calçado, fica-nos a sensação de que muito mais era possível ser feito para valorizar o salário das trabalhadoras e dos trabalhadores do setor, uma vez que as remunerações, que foram objeto de alterações, e que se reduziram a categorias da produção, oscilam entre os 559,00 euros e 561,00 euros, pouco mais do que o atual SMN, que é de 557 euros. Ficou ainda sem aumentos grande parte da mão de obra da produção, quadros intermédios e superiores.

O MDM – Movimento Democrático de Mulheres - considera ser o direito ao trabalho, em igualdade, uma condição fundamental para a realização pessoal e emancipação da mulher. Valoriza todas as iniciativas que, na prática, concretizem esses objetivos, mas não pode deixar de recordar que é fundamental intervir para eliminar todas as discriminações de que as mulheres continuam a ser vítimas, ao nível do trabalho, incluindo os baixíssimos salários que recebem.

O MDM tem plena consciência de que, sem o aproveitamento integral das qualificações das mulheres e a valorização do seu estatuto socioprofissional, não é possível o desenvolvimento do País, pelo que continuará a desenvolver a sua ação empenhada de esclarecimento e de luta contra as desigualdades e discriminações que afetam as mulheres, a todos os níveis, na família, no trabalho e no plano social, político e cultural. 

Aveiro, 28 de abril de 2017

MDM - Movimento Democrático de Mulheres



publicado por mdm-viseu às 09:48
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

X Congresso MDM - Igualda...

Romper Silêncios nos Jard...

Dia Internacional de Luta...

Exposição Tráfico de Mulh...

Manifestação das Mulheres...

Manifestação Nacional de ...

50 Anos em movimento/Mulh...

Triste sina Melhor fado

25 Novembro Dia Internaci...

MDM aprecia positivamente...

arquivos

Outubro 2018

Julho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Novembro 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Abril 2016

Março 2016

Novembro 2015

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Junho 2011

Fevereiro 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

tags

todas as tags

LIGAÇÕES
Visitas
blogs SAPO
subscrever feeds